Queda no volume de diagnósticos de câncer de pele preocupa médicos dermatologistas

Sociedade Brasileira de Dermatologia - Secção RS (SBD-RS) chama a atenção para que os cuidados sejam mantidos mesmo diante do cenário atual

Por F. Luce 23/12/2020 - 16:41 hs
Foto: Divulgação
Queda no volume de diagnósticos de câncer de pele preocupa médicos dermatologistas
Divulgação

 

A pandemia do coronavírus e o contexto de isolamento social imposto em todo o país, fez com que muita gente deixasse de ir ao consultório e ambulatórios médicos para monitorar aquele que é considerado o tipo da doença mais incidente entre as população, atingindo cerca de 180 mil novos casos ao ano. Os médicos reforçam que quando descoberto no início, tem mais de 90% de chances de cura.

 

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia Em 2019, foram 210.032 pedidos de biópsias para detecção do câncer de pele, entre janeiro e setembro. Em 2020, no mesmo período, foram 109.525, ou seja, 48% a menos.

 

Está em curso, a campanha de conscientização do Dezembro Laranja. A ação que completa sete anos em 2020 está sendo feita exclusivamente no formato digital e em todos os canais de comunicação da SBD e começou no dia 01 de dezembro. O tema escolhido enfatiza que câncer da pele é coisa séria e que a conscientização deve começar na infância.

 

“A SBD-RS está atenta ao problema de saúde pública gerado pela pandemia, principalmente relacionado ao atraso nos diagnósticos do câncer de pele. Acredito que a divulgação das orientações relacionadas aos sinais do câncer de pele da Campanha Dezembro Laranja ajudará a população no diagnóstico precoce, que é o grande objetivo desta campanha”, afirma a presidente da SBD-RS, Dra. Taciana Dal'Forno Dini.

 

Este ano a Campanha Dezembro Laranja da SBD está voltada para as crianças.

 

“Elas serão os grandes porta-vozes na orientação e na prevenção do câncer de pele. Estamos fazendo grandes esforços para chamar a atenção delas, para que sejam as maiores propagadoras das medidas de proteção contra o câncer de pele nas suas famílias, compartilhando com elas os cuidados em relação à exposição solar”, completa.

 

A recomendação da SBD-RS é que pacientes com lesões suspeitas voltem a procurar os dermatologistas. As clínicas e consultórios estão seguindo com rigor todos os protocolos de segurança para prevenção da COVID-19.

 

Redação e coordenação: Marcelo Matusiak